Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Sobre o site
O que você mais gosta do nosso site?
As fotos das galerias
As poesias premiadas
O concurso de poesias
Contribuições literárias
Tudo
Visito sempre
Visito pouco mas voltarei
Não voltarei mais
Ver Resultados

Rating: 2.5/5 (522 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...





Saudações!

 

Esse site foi criado para que as pessoas possam conhecer o evento literário POESIAS SEM FRONTEIRAS e o Prêmio Literário Marcelo de Oliveira Souza.

Esse nome foi escolhido pelo fato de que a poesia é a mais nobre arte de se expressar e de unir povos, a poesia não tem fronteiras, não tem idade, tampouco credo e preferências.

Nossos eventos sempre esmeram-se em unir povos e culturas, por isso sempre acolhemos  não só o poeta, mas os estrangeiros dos quatro cantos  do mundo e também os jovens.

Inserindo-os  no maravilhoso mundo literário, rompendo fronteiras e estreitando laços.

As inscrições sempre são democráticas, onde participam desde o estudante, o lavrador, até o médico, engenheiro, professor e outras tantas profissões, cumprindo o nosso excelso objetivo de unir, aglutinando diferentes culturas e pensamentos, enriquecendo ainda mais a literatura universal.

* Aceitamos doações de qualquer valor que poderá ser feita via correios ou por conta corrente, o número se encontra junto ao título do blog, é só entrar em contato para combinarmos.

Ajude o POESIAS SEM FRONTEIRAS, divulgando  esse site, a cultura agradece.

 

 

 Embaixador da Poesia, nomeado pela Academia Virtual de Letras Artes e Cultura, MG; Ganhador do Prêmio  Personalidade Notável  2014 em Itabira MG ; Membro   da IWA  International Weitters Artistis – EUA ; da Sociedade  Ibero-americana de Escritores, Espanha; da Academia de Letras de Teófilo Otoni MG; da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências RJ; da confraria de Artistas e Poetas pela Paz – CAPPAZ; da Associação Poetas Del Mundo; do Clube dos Escritores Piracicaba SP;  participa de vários concursos de poesias, contos,  publicações em jornais e revistas estaduais, nacionais e internacionais  sempre conseguindo ser evidenciado pelos seus trabalhos louváveis; colunista do Jornal da Cidade, Debates Culturais, Usina de Letras, entre outros. Organizador do Concurso Literário Anual POESIAS SEM FRONTEIRAS  e Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,IWA.

e-mail:   marceloosouzasom@hotmail.com

facebook: psfronteiras

Doações em qualquer valor:

Conta Corrente Bradesco

Agência 3679

Conta 5920-0

Em nome do autor do projeto

Marcelo de Oliveira Souza

 



Contribuições do autor do site

Contribuições do autor do site

 

Como  nasce uma Nação Marionete

 

 

Morre mais um ditador, aquele homem sanguinário, que ocupou o poder por mais de quarenta anos, da mesma forma que Sadan Russein, Muamar Kadafi trilhou  seu poder angariando inimigos mundo afora.

O importante é que possamos refletir que nesse mesmo tabuleiro do cenário internacional a política muitas vezes não tem lado, ela pode variar de acordo com os grandes interesses espúrios de uma cúpula onde somente alguns têm o poder de vetar e aprovar os desígnios do mundo.

Com a presumível crise do petróleo, o “mundo” olha com mais “carinho” para esses países instáveis politicamente,  “acende uma faísca” ali junto à “serragem “ do descontentamento e bum! Temos uma revolução, uma “guerra limpa” onde ninguém morre, somente o povo sofrido e oprimido, que alimentado pelos seus dignos interesses, são manipulados e armados, de acordo com os interesses de uma cúpula de países sedentos de “sangue negro”.

Assim são em diversos lugares onde a ganância internacional campeia, onde não existe lucro, mas existe  muito sofrimento, como em Ruanda e outros tantos lugares onde ditadores sanguinários seguem a cartilha internacional ou não têm nada a oferecer, a desumanidade ocorre, os somalianos estão aí para comprovar a triste tese.

Segundo estudiosos, o mal deste século será a falta de recursos naturais, como muitos já dizem que a Amazônia é internacional, não custa nada acender uma centelha da discórdia e proclamar a independência do Xingu, assim terão a maior floresta do mundo e ainda corre o risco de jogar  a imagem de algum presidente desavisado ao chão para criancinhas inocentes incentivadas à ira, limparem seus calçados, sendo um grande exemplo de um novo país dito democrático, com muitos contratos de reconstrução e exploração de uma nação marionete.

 

Marcelo de Oliveira Souza

*************************************************************

Dia de Finados

 

 

 

 

 

Dia de quem chegou ao fim

 

Finados

 

O fim não é assim

 

Enterrados.

 

Vida após a morte, sim

 

Ressuscitados?

 

Abel, morto por Caim

 

Alguém morto no Botequim

 

Saiu a pouco no folhetim

 

Todos acabados?

 

Aquele que caiu do trampolim,

 

O ruim.

 

O que perdeu mais um rim,

 

O doente, velho estropiado...

 

Todo mundo finado.

 

O ente estressado

 

Nesse dia separado

 

Vai ao cemitério vê-lo enterrado

 

Coitado!

 

Nosso caminho está traçado

 

Rico, pobre, são e doente

 

O buraco acolhe quem corre

 

E quem abraça a malfadada

 

MORTE!

 

Como o destino

 

Num desatino da vida

 

Que teimou em nos deixar

 

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

 

 

 

 

*******************************************************************

 

Hora de votar e sonhar!

Analisando friamente, perguntamos sobre a real função da democracia no Brasil, vivenciamos a pegadinha de um sonhador com seu título na mão, valioso sim, mas muito manipulado.
Chegando a eleição, os candidatos aparecem como flores brotando na primavera; aos poucos as propagandas vão modificando o visual da cidade, os carros não ficam atrás, aparecem propagandas de tudo quanto é lado: bicicletas, camisas, televisão, jornal e até INTERNET!
As promessas começam, o sonhador deixa de ser “ligador,” não liga mais para pedir, deixando de reclamar dos atuais mandatários desse nosso país, cidade ou estado.
Os candidatos aparecem, prometem ironizam o adversário, fazem coligações; investem em suas campanhas, chegam até debater em segmentos da imprensa, grande aliada nesse momento, contudo os apresentadores não podem em tese, opinar por nenhum deles; podendo assim, dar uma cor amarronzada à valorosa instituição, cujos alicerce são os pilares da democracia.
A caminhada do voto começa, os sonhadores capricham no voto, brigam por seus candidatos, muitos chegam até as vias de fato.
Uns ganham e outros perdem, Câmara ou Senado, todos têm o seu lugarzinho acolchoado, os perdedores” não ficam desamparados, voltam para o partido para repartir o “bolo” com o vencedor, sendo um assessor, secretário ou até ministro.
Saindo de uma batalha como ruim, mas permeando as colunas do poder, com um cargo, que muitas vezes foi criado exclusivamente para ele, em troca de apoio de algum partido.
A democracia brilha salta aos olhos do humilde, que sem saber de nada ainda é obrigado a votar, voltando a sonhar que tem voz, paparicado por um tempo mínimo, algumas vezes cometendo desatinos de venda de voto, trocado por bobagens.
Partidos grandes e pequenos, brigando para repartir o poder, prometendo tudo que puder, pois as gastanças desiguais independentemente de tudo têm resultados, com vencedores e perdedores, rivais numa época e aliados em outras, no final de toda essa peleja quem sobra mesmo é o sonhador do voto na mão.


Marcelo de Oliveira Souza

*********************************************************************************************

 

O Macarrão de Bruno





No país do futebol, os jogadores são os grandes exemplos de prosperidade, todos admiram, querem rodeá-lo, pois como o sol que esquenta os planetas, muitas pessoas que não têm brilho próprio procuram um astro para aquecê-las.

Na vida ativa de um profissional do esporte, as festas se multiplicam da mesma forma que multiplicam os seus admiradores, seguidores, homens, mulheres, crianças e adolescentes.

O jogador de futebol, na sua maioria advinda de classes desfavorecidas, por isso é uma utopia para toda classe proletária, que sofre tanto diante das desigualdades sociais, todos querendo ter um jogador na família, seja como filho, amante ou o que quer que seja para o milionário mundo esportivo tilintar gols na rede e reais na conta.

Para o anônimo que encontra um ídolo desse tipo, a personificação da vida fácil e de um mundo de ostentações, torna para essas pessoas sem brilho próprio, uma grande oportunidade de servir ao exército de seguidores.

Mulheres viram Marias-chuteiras, homens transformam-se em Macarrão, jogadores deslumbrados com tanta fama, toda essa miscelânea é um ótimo ingrediente para tristes confusões.

Como a maior escola é a da vida, esse é um grande exemplo para os pais orientarem suas filhas e filhos, pois não é porque a pessoa é famosa que seja de boa índole, dinheiro não compra inocência.

Nesse mundo cheio de Macarrão, as macarronadas podem se tornar mortais, pois essa é somente uma das muitas histórias de chantagem que permeiam o pequeno grupo de mulheres de vida fácil, pois a historia da barriga não cabe mais no mundo de hoje.



Marcelo de Oliveira Souza


**************************************************************************************

O DEUS QUE ILUMINA


O Deus que ilumina
Guiando meu caminho.
Quando estou sozinho,
Está a me acompanhar
Abrindo e protegendo os meus passos,
Projetando-me para o alto.

Quando estou cabisbaixo,
Põe-me numa redoma,
Salvando-me dos incautos
Que tem por finalidade
O sofrimento alheio,
Através da briga e incompreensão.

Por isso seguro forte a sua mão
Para que não me perca
Em meio ao desespero,
Encostando o meu corpo
Na sombra da árvore da tranqüilidade.


Marcelo de Oliveira Souza


****************************************************************************************


******************************************************************************************


Chuvas da Morte

 

 

Grandes desastres são patrocinados pela falta de sensibilidade e até de uma melhor administração dos seus gestores.

Todos nós sabemos que grandes cidades vêm acompanhadas  de grandes problemas, contudo, é inadmissível aceitar que em pleno século XXI não exista ainda um meio de alertar a população de cidades ribeirinhas sobre prováveis tragédias.

Todo dia as pessoas são alertadas sobre o desmatamento, invasões de áreas próximas a rios e todos os fatores que possam proporcionar catástrofes desse tipo.

Enquanto as pessoas não se conscientizarem que são parte da natureza e não o contrário, teremos o desprazer de assistir tantos sofrimentos e desperdícios de vida.

As campanhas humanitárias são deveras importantes para dirimir o sofrimento dessas pessoas, contudo a vidas ceifadas não voltam, o que voltará mesmo é uma nova campanha das Chuvas da Morte.

 


***********************************************************************************************

A Liberdade

 

 

 

A Liberdade de ir e vir...

A Liberdade de verdade

A Liberdade de ser livre.

A Liberdade de opinar

A Liberdade de mar,

A liberdade de sentir.

A Liberdade na constituição,

A Liberdade na construção de um país

que a gente sempre quis.

 

A Liberdade de sonhar e pensar

em uma qualidade de vida....

A Liberdade que é uma ilusão

com um salariozinho

que é um “nada” em sua mão...

 

A Liberdade de protestar...

Como podemos ser livres

Nesta vida,

Se a liberdade

Não pode ser adquirida

Sem qualidade de vida?

 

 Marcelo de Oliveira Souza

 

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

 

 

Alunos X Professores

 

 

 

A relação entre alunos e
professores vem se deteriorando cada vez mais, cujos noticiários apontam para a
falta de preparo dos profissionais de educação como sendo  a causa desse grande problema.

 

A nossa sociedade vem se
modificando, com todo esse fascínio pelo capitalismo e tecnologia, agregada à
falta de orientação de muitos pais e dissolução da família e religião, tendo
como resultado toda essa celeuma.

 

Muitas crianças estão criando
autonomia, como muitos já afirmam, usam celulares, internet e tudo que possa
ostentar a maravilhas do mundo moderno, de forma desregrada, crescem e não tem
orientação nenhuma sobre respeito, amor ao próximo e tampouco como se comportar
na sala de aula.

 

Muitos acham que os professores
por estarem dividindo o espaço, são meros coleguinhas, e o pior que são
tratados como o “coleguinha” que veio reprová-los.

 

Diante dessa rusga, aparece a
falta de controle de muitos pais, mentalidade essa que se estende para dentro
dos muros escolares.

 

Os profissionais da educação
muitas vezes não têm apoio de uma 
direção competente, trabalhando em um ambiente desfavorável, tudo isso
acarreta dificuldades no trabalho; muitos adolescentes pensam que escola é
lugar de namorar, levar aparelhos de som e todo comportamento que não condiz
com o aprendizado, passando a usar esses objetos até durante a aula e não
aceitam que ninguém interfira nessa conduta.

 

Como os interesses são
conflitantes, surgem problemas de agressão a professores, a maioria verbal,
contudo ocorrem muitos casos que professores se omitem, mas também são
agredidos fisicamente, principalmente quando o caso é com professoras, mais
fracas, são mais expostas, mesmo diante disso, alguns adolescentes não
consideram e realmente tratam-na de formas inadequadas, apelidando, hostilizando,
passando onde desejar.

 

Os valorosos  profissionais da área quando não dão sorte de
encontrar um colégio onde a direção é atuante, ficam relegados ao descrédito,
sendo taxados como professores que levam problemas; assim, esses profissionais
muitas vezes sofrem calados todo esse assédio, quando estouram, ficam doentes
fisicamente, mentalmente ou até podem passar de vítimas a agressores.

 

Nessa relação difícil, o
professor tem a obrigação de ter um controle emocional, mas a linha entre a
sanidade e a loucura é tênue, na hora que um adolescente é agredido todos
apresentam-se para taxar, impingir, apontar...

 

Os teóricos em educação são os
primeiros a levantar a bandeira pedagógica contra a violência na escola, mesmo
que nem freqüentem o ambiente escolar e se for para jogar mais uma “pedrinha”
no professor, melhor, pois vende mais livros.

 

Assim é o cotidiano do professor,
muita luta e pouco reconhecimento de todos, mas tudo isso não será uma bela
orquestra feita para que os pobres continuem pobres, os ricos sempre ricos e os
políticos sempre políticos?

 

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

Salvador Bahia Brasil

 

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

 

A casa caiu

 

 

A casa caiu e menino fugiu

O sobrado ruiu na chuvarada do Rio.

O povo desesperado

A pedra rola morro abaixo,

O morro dissolveu e a velhinha gemeu

Chorando pelo seu menino.

Debaixo da pedra poderia estar

Um sonho dissolvido...

O seu lar destruído do menino desinibido,

Saiu assustado do banheiro

Sem nenhuma idéia do que se livrou.

Olhou para a sua casinha e o sobrado

Viu que não sobrou nada!

Mas nessa vida desvairada

A casa pode cair diversas vezes.

Mas a altivez do recomeço

É a maior lição

do menino teimoso

Que hoje derruba as casas

Condenadas na sua profissão!

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

**********************************************************

Júlia

 

Fecho os olhos e fico a imaginar

O silêncio do meu lar

Vai terminar...

Entrando o barulho da vida

Uma pessoa tão querida vai chegar!

 

A menina linda e faceira

É filha de Rosana e Elmar

Um presente divino

Vejo as graças caindo,

Os anjos se reunindo,

Todos vão comemorar!

 

Quando abro os olhos

Vejo um lar mais iluminado e bacana

Escolhido pelo anjo da semana,

Júlia vem e não reclama,

O céu em festa, a terra também,

Todos combinam a entrada

Da garota iluminada

Dizendo Amém!

 

 

Marcelo de Oliveira Souza

 

*************************************************************

 

São Lázaro Salvador


Santo dos animais
Dos desamparados e algo mais
Renascido da morte
Nos traz uma grande sorte
Um grande anjo da guarda
Nos protege e aguarda
No reino dos céus!

São Lázaro protetor
Amante da vida e do amor
Sempre me salva e me guia
Celebro sua presença
Com amor e alegria
O meu santo salvador!

Sou feliz pela sua companhia
Na dificuldade e na agonia
Nos momentos bons de cada dia
Meu amigo e companheiro
Não canso de te procurar
E oferecer minha credulidade
Pois o santo de verdade
Renasce sempre em nossos corações.

Agradeço e festejo perpetuamente
Todas as vezes que me salvou
Sem pestanejar te invoco
Pois tenho certeza que todos dias
Vêm até a mim “olhar” teu ente
Colocando-me numa redoma
Oferecendo o seu maior presente!

*******************************************************************************************************************

 

Berço enferrujado





Nessa semana passada houve uma comoção muito grande sobre o caso de um estupro coletivo, onde pelo menos trinta pessoas violentaram uma adolescente de dezessete anos.

Muitos segmentos da sociedade falaram sobre o tema, bem como muitas pessoas ficaram indignadas sobre o que vem acontecendo contra a mulher hoje em dia.

Não é de hoje que percebemos a desvalorização da mulher diante da nossa sociedade, as mulheres de hoje em dia já são tão produtivas quanto os homens, tão capazes quanto eles, seja na área que for, mas com o advento da tecnologia – que é uma coisa salutar – percebemos que as pessoas estão mais expostas a todos os tipos de pessoas, como nesse mundo de Deus tem todo tipo de gente, as pessoas estão se relacionando mais facilmente com outras tantas.

Os namoros não existem praticamente, agora é “ficar” e aproveitar o memento, fazendo tudo que deseja com o outro de pronto, a permissividade dos pais é um ingrediente fundamental, onde adolescentes e crianças conhecem todos os que desejam, logo ali, dentro do quarto.

Muitas musicas, que enalteciam a mulher, hoje sumiram e deram lugares a verdadeiros Hinos da Perversão, desvalorizando as mulheres, onde muitas ainda levam na brincadeira e dançam qualquer tipo de coreografia que exaltem a libido masculina.

Os programas jornalísticos mostram rotineiramente casos de feminicídio sobre os mais diversos motivos, as mulheres nesse tempo de violência, estão voltando a ser objetos na cabeças de muitos loucos.

Todos esses problemas são frutos da educação que “a gente” tem dentro de casa, como educamos os nossos filhos, qual o parâmetro que as mulheres e filhos tem da imagem masculina dentro do nosso lar ?

Para ser homem não precisa gritar, xingar e beber, não precisa maltratar e humilhar as pessoas - muito menos as mulheres - que muitas vezes aceitam esse tipo de tratamento, em pleno século XXI.

Homens, mulheres e adolescentes têm que perceber que a educação vem da família, pois quando o “berço é enferrujado” vai produzir pessoas com mentes de trogloditas, que mesmo assim, são muito desejados por muitas mulheres, até sentirem  na pele o gosto da sua má escolha.

////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

O OLHAR DOS AMANTES



Nesse mundo onde as pessoas estão cada vez mais centradas na resolução de seus problemas, onde todos têm medo de todos, os traços de humanidade vão se perdendo a cada vicissitude que a vida nos proporciona.
Paulatinamente vamos perdendo aquela sensibilidade, típica de quem para um pouquinho a fim de respirar, certamente em um lugar mais bucólico, e perceber que somos parte de uma raça humana, cheia de virtudes e defeitos, mas que sempre estivemos prontos para poder ajudar o próximo, estendendo a mão aos mais necessitados.
As datas comemorativas não são meramente comerciais, elas também mexem com as pessoas, aliviando o estresse do cotidiano, onde o dia dos namorados ganha uma moldura especial, cujas pessoas externam o que têm de melhor, isso tem que ser sempre exaltado, pois tudo que estimule o amor e a solidariedade entre as pessoas deve ser louvado.
Nesse dia dos namorados, não esqueça daquela pessoa que sempre esteve ao seu lado, namorada, esposa e afins, estimulemos o olhar de amante que habita em todos nós, não para ofertar somente um presente, mas uma palavra de carinho, um sorriso ou até umas linhas mal traçadas falando de amor, pois sem amor nada existe, nem mesmo esse texto ou até mesmo a pessoa que o está lendo.

 

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

 

 

 

Mais textos? Visite:

http://marceloescritor2.blogspot.com

 

Todos os trabalhos estão registrados que constam no site acima!